Primavera dos Museus segue com oficina de contação de histórias na Casa Lacerda

Depois de um sarau literário que reuniu música, fotografia e poesia no último domingo, a programação da Primavera dos Museus na Lapa segue com contação de histórias e rodas de leitura. Na quarta-feira o contador Carlos Daitschman vai contar e ensinar a contar histórias em quatro sessões – 09h30, 11h30, 13h30 e 16h30. O evento acontece na Casa Lacerda e é voltado para profissionais da cultura, educandos e educadores da Rede de Ensino do Município da Lapa. As vagas são limitadas – 50 participantes por oficina.

As oficinas fazem parte de um projeto que organizará três encontros como esse na cidade. A proposta é a de ampliar conceitos e possibilidades da Contação de Histórias e das Rodas de Leitura para o incentivo, sensibilização e valorização tanto do Patrimônio Imaterial quanto do Material e do Centro Histórico da Lapa.

 

Serviço:

Oficinas de CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS e RODAS DE LEITURA

Ministrante: Carlos Daitschman

Local: Casa Cel. Joaquim Lacerda

Datas:

26 de setembro (quarta-feira)

10 de Outubro (quarta-feira)

31 de Outubro (quarta-feira)

Horários: 09h30, 11h30, 13h30 e 16h30

Público a ser atendido: profissionais da cultura, educandos e educadores da Rede de Ensino do Município da Lapa

Vagas limitadas – 50 participantes por oficina

Anúncios

Cerco poético abre a Primavera nos Museus na Lapa

A Casa Lacerda, palco de uma das mais importantes passagens da história do Paraná, abrirá suas portas no dia 23 de setembro para o início do Cerco Poético da Lapa. O evento é uma alusão ao cerco histórico que a cidade sofreu durante a Revolução Federalista de 1894 e aos vários cercos que sofremos todos os dias de nossas vidas, como os do imaginário, por exemplo. Desta vez, as armas usadas serão a fotografia, a música e a poesia.

Os trabalhos serão abertos com a exposição fotográfica Lapa – Cerco Poético, organizada pelo Iphan e pela Portfólio Escola de Fotografia. A mostra traz os disparos de 12 fotógrafos (Adriano Bassani, Cleber Yamaguchi, Danilo Caldas, Fabiano Rocha, Heloisa Domingues, Irene da Silva, Johann Stollmeier, Kristiane Foltran, Lu Barbosa, Melanie d’Haese, Nilo Biazzetto Neto e Sergio Silvestri) que caminharam com suas câmeras em punho pelas ruas da cidade e agora revelam múltiplos olhares sobre o patrimônio cultural.

Continuar lendo

Exposição fotográfica retrata a pesca artesanal na Ilha do Mel

A pesca artesanal da tainha na Ilha do Mel sob o olhar de quatro fotógrafos: Flávio Rogério Rocha, Gesline Braga, Ricardo Machado e Leandro Souza. Esse é o tema da exposição que vai abrir, no dia 25 de setembro, a 6° Primavera dos Museus na Ilha do Mel, em Paranaguá. Para desenvolver os trabalhos, no inverno de 2011, uma equipe de pesquisadores e documentaristas contratada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional no Paraná (Iphan/PR) realizou um trabalho de identificação e documentação desse ofício junto aos pescadores de tainha que acampam na Praia do Miguel, em Encantadas.

Exposição fotográfica retrata a pesca artesanal na Ilha do Mel

 

O projeto está inserido em uma ação institucional mais ampla, o Inventário Nacional de Referência Culturais (INRC) do Município de Paranaguá. A metodologia do INRC visa identificar, descrever, documentar e sistematizar em arquivos de consulta pública o chamado patrimônio imaterial da região, como celebrações, saberes, modos de fazer, ofícios, entre outros.

Continuar lendo