Abertas inscrições para Seminário de Patrimônio Ferroviário

cartaz_seminário patrimônio ferroviárioEstão abertas as inscrições para o Seminário de Patrimônio Ferroviário, que acontece de 11 a 13 de novembro, no auditório do Goethe-Institut de Curitiba. A proposta do encontro é apresentar questões conceituais que orientam a preservação do patrimônio ferroviário, em diálogo com as experiências práticas de gestores e técnicos.

O seminário visa também difundir boas práticas de preservação do Patrimônio Ferroviário no Paraná, levantar demandas e elaborar propostas para o desdobramento de ações mais efetivas. Gestores municipais, representantes de instituições culturais, professores e estudantes universitários poderão participar mediante inscrição gratuita, que pode ser feita pelo endereço: oficinas.pr@iphan.gov.br.

Além das palestras, o seminário traz uma mostra de fotos do acervo do Iphan-PR, de autoria de Marc Ferrez e Arthur Wischral, sobre a construção da Estrada de Ferro Paranaguá-Curitiba e trabalhadores ferroviários. A exposição tem o apoio do Centro de Memória do Tribunal Regional do Trabalho do Paraná – TRT-PR.

Confira a programação

Prog_seminario

 

Serviço:

Seminário de Patrimônio Ferroviário

Data: 11 a 13 de novembro, das 14 às 20 horas

Local: Auditório do Goethe-Institut de Curitiba (Rua Reinaldino S. de Quadros, 33)

Inscrições: oficinas.pr@iphan.gov.br

Informações: Iphan-PR  –  (41) 3264-7971

 

Assessoria de imprensa

NCA Comunicação – (41) 3333-8017

Bebel Ritzmann – (41) 9957-1547 – Ana Maria Ferrarini – (41) 8442-3450

Cultura da Infância: jogos, músicas e brincadeiras

A educadora Luciene Silva ministrou oficina, promovida pelo IPHAN, durante a Semana Cultural dos Profissionais da Educação. O encontro reuniu professores, pedagogos, agentes administrativos e auxiliares da rede municipal de ensino para brincar, cantar e aprender.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Durante a oficina, Lucilene mostrou aos participantes como as brincadeira e músicas tradicionais infantis precisam fazer parte do ambiente escolar. “A cultura tradicional da infância é todo o universo de brinquedos e brincadeiras que vêm se perpetuando ao longo de séculos, passando de uma geração a outra, proporcionando convívio e interação entre as crianças. É ao mesmo tempo tradicional, popular e contemporânea, pois sofre transformações se adequando a cada novo tempo, sem perder a essência. Incrivelmente ampla, abrange acalantos, brincos; histórias; adivinhas, trava-línguas, quadrinhas, fórmulas de escolha; rodas; amarelinhas, jogos, pegadores; brincadeiras com bola, corda, elástico, mão, pedra e o objeto brinquedo”, explica a educadora.

Lucilene afirma a importância do retorno da música à escola. “Diante da riqueza e da diversidade da música tradicional da infância, é inegável a importância de tê-la como substrato principal na educação musical das crianças brasileiras. Cultivá-la é possibilitar que as crianças aprendam sobre o Brasil e sobre sua diversidade, que conheçam a música brasileira e aprendam a apreciá-la, que preservem essas preciosidades que aos poucos estão se esvaindo”.  Segundo ela, a cultura infantil é universal e as brincadeiras trazem os mesmos gestos em todos os lugares do mundo. “As minhas pesquisas fora do Brasil me comprovaram que brincamos das mesmas coisas em todos os lugares do mundo. O que difere é a língua, a estrutura musical e o cotidiano de cada lugar que aparece nas brincadeiras de forma peculiar”.

As brincadeiras são um universo imenso de aprendizado. “Podemos aplicá-la no ensinamento de história, geografia, línguas e é muito importante também no desenvolvimento motor das crianças. É uma infinidade de noções que podem ser repassadas por meio dessas brincadeiras e músicas”.

Para saber mais acesse:

A Oca

Casa das Cinco Pedrinhas

Assessoria de imprensa Iphan/PR: Ana Ferrarini

Professores participam de oficina de patrimônio cultural

foto blog 1

Professores do Ensino Fundamental da rede municipal de Curitiba participaram da oficina “Eduque Brincando: arte, brinquedo e tecnologia na prática pedagógica”, promovida pelo IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e ministrada pela professora Lia Mattos, nesta quinta-feira, no Centro de Capacitação da Secretaria Municipal de Educação.

De acordo com Lia Mattos, a ideia da oficina é valorizar o patrimônio cultural, refletindo sobre os aspectos da identidade, características pessoais, potencialidades e limitações dos educadores e das crianças. “A atividade também mostra como os professores podem utilizar a tecnologia em sala de aula. Como podemos contar e registrar histórias usando um aparelho celular, por exemplo”.

Para saber mais acesse o projeto “Memórias do Futuro“.

Assessoria de Imprensa do Iphan/PR: Ana Ferrarini

Semana para profissionais da educação terá oficinas sobre patrimônio cultural

educulturaDe 21 a 25 de outubro, em Curitiba, acontece a Semana Cultural dos Profissionais da Educação, que reúne várias linguagens artísticas em espetáculos, shows, debates, passeios e exposições, voltadas a professores, educadores, pedagogos, agentes administrativos, secretários escolares e auxiliares da rede municipal de ensino.

Entre as atividades estão as oficinas de Patrimônio Cultural, promovidas pelo IPHAN – Instituto Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural Nacional do Paraná. No dia 24, “Oficina Eduque Brincando: arte, brinquedo e tecnologia na prática pedagógica”, com a professora Lia Mattos; no dia 25, “Cultura Infantil, música tradicional da infância”, com Lucilene Silva, educadora musical. As ações serão realizadas a partir das 9 horas, no Centro de Capacitação da Secretaria Municipal da Educação – SME.

As inscrições podem ser feitas no site www.cidadedoconhecimento.org.br, gratuitamente. A Semana Cultural é uma realização da Prefeitura Municipal de Curitiba, e faz parte do projeto EduCultura, resultado da parceria entre a Secretaria Municipal de Educação e Fundação Cultural de Curitiba.

oficina Lia MattosServiço:

Dia 24/10/2013 (quinta-feira), às 9h e 14h

Local: Centro de Capacitação da SME (Dr. Faivre, 398, Centro)

Oficina: “Eduque brincando: arte, brinquedo e tecnologia na prática pedagógica”

Ministrante: Lia Mattos

Público-alvo: professores do Fundamental I

Oficina Lucinele Silva

Dia 25/10/2013 (sexta-feira), às 9h e 14h

Local: Centro de Capacitação da SME (Dr. Faivre, 398, Centro)

Oficina: Cultura infantil, música tradicional da infância

Ministrante: Lucilene Silva

Público-alvo: Professores do Fundamental I e II

Premiação do VI Concurso ABER de Encadernação Artística

Hoje, às 16h, será realizada a cerimônia de Premiação do VI Concurso da ABER de Encadernação Artística, e abertura da Exposição com todas as encadernações participantes, no Museu de Arte de São Paulo (Masp).  Entre elas, os trabalhos do Coletivo Nômades, de Curitiba!

Data: dia 9 de outubro de 2013, às 16h
Local: Museu de Arte de São Paulo (Masp) Av. Paulista, 1578
Premiação: Grande Auditório do Masp
Exposição: Biblioteca do Masp Entrada gratuita

informativo_131001

O CONCURSO

Nesta sexta edição do concurso da ABER, os participantes criaram uma encadernação para o livro “Novo Projeto Tipográfico”, de Cláudio Rocha, publicado pela Edições Rosari. Segundo o autor, tipógrafo e artista plástico, a obra inclui os antecedentes históricos e os caminhos contemporâneos do design de tipos.

O VI Concurso ABER de Encadernação Artística [2012/13] foi lançado em outubro de 2012, em São Paulo, com uma exposição sobre tipografia na Biblioteca do Museu de Arte de São Paulo (MASP), e em novembro, no Rio de Janeiro, com um evento na Fundação Casa de Rui Barbosa. As inscrições foram encerradas no primeiro semestre de 2013.

A cerimônia de premiação e o início da exposição das encadernações participantes do VI Concurso ABER de Encadernação Artística 2012/2013 ocorrerão durante o 1º Simpósio “Inovação, Desenvolvimento e Tecnologia na Preservação de Acervos”, promovido pela ABER, pelo MASP e pelo SENAI/Escola Theobaldo De Nigris.

Fonte: www.aber.org.br