Centro Histórico de Paranaguá

Este slideshow necessita de JavaScript.

Paranaguá é uma cidade portuária e foi o primeiro núcleo urbano a se formar no estado do Paraná. Em dezembro de 2009, teve seu centro histórico tombado pelo Iphan. A área protegida apresenta importantes exemplares da arquitetura colonial brasileira, como as construções da Igreja da Ordem Terceira de São Francisco das Chagas e o Colégio dos Jesuítas. Destaque também para o conjunto de sobrados da Rua da Praia, típicas moradias de quem detinha o poder econômico no final do século XVI. Outras influências estéticas, como o neoclassicismo, foram absorvidas e podem ser observadas no prédio da Câmara Municipal e no Palacete Visconde de Nácar.

Centro Histórico da Lapa

Tombado em 1992 – homologado em 1998

Localizada nos Campos Gerais do Paraná, a cidade da Lapa origina-se dos acampamentos tropeiros. Foi cenário de batalhas significativas, como a Guerra do Contestado e o episódio conhecido como o “Cerco da Lapa”. Este último, em 1984, refere-se aos 26 dias de luta e resistência do exército florianista comandado pelo Gal. Gomes Carneiro contra as forças federalistas do Rio Grande Sul. O conjunto urbano tombado apresenta imóveis de várias correntes arquitetônicas, como a luso-brasileira, a arquitetura do imigrante e edificações ecléticas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Centro Histórico de Antonina

Determinante para a ocupação do território, o ambiente natural formado pela Serra do Mar e pela Baía de Paranaguá integra-se harmoniosamente à paisagem urbana de Antonina – qualidade rara, que revela grande potencial para o desenvolvimento social da cidade. Sua importância histórica está vinculada ao chamado “primeiro ciclo do ouro no Brasil”, anterior à exploração nas Minas Gerais. O centro histórico de Antonina apresenta edifícios com características do colonial brasileiro, eclética e art-deco. Por seus valores históricos e paisagísticos, o centro histórico de Antonina foi tombado pelo IPHAN em 2012. Inclui-se na área protegida, um raro exemplar da arquitetura industrial do início do século XX, conhecido como Complexo Matarazzo, que representa a fase áurea da industrialização e atividade portuária no Paraná.

Este slideshow necessita de JavaScript.

DIFUSÃO IPHAN

Nesta quinta-feira, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional promove um encontro aberto ao público para apresentar três editais em andamento: Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade, Edital PNPI 2013 – Grupos de Imigração, e INRC Guarani Mbyá.

O evento conta com o apoio da Fundação Cultural de Curitiba e acontecerá no dia 16/05 às 14h00, na Sala Londrina (Memorial de Curitiba).

Além de detalhar os editais e tirar as dúvidas para a inscrição de projetos e formatação de propostas, serão discutidos os principais pontos que atualmente orientam a Política de Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial no Brasil.

Será apresentado também o Projeto Pêssankas, uma proposta contemplada pelo Programa Nacional de Patrimônio Imaterial (PNPI – edição 2011), oriunda do município de União da Vitória – Paraná.

Inscrições até 17 de junho

Inscrições até 09 de junho

Inscrições até 12 de julho

Acesse os editais no portal do Iphan: www.iphan.gov.br

Para maiores informações:

Superintendência do Iphan no Paraná

(41) 3264-7971 Juliano Martins ou Lia Ono

 

__________________________________________________________________________

Lembramos que outros editais do Iphan estão com inscrições abertas até o final deste mês:

Inscrições até 26 de maio.

Mais informações : Departamento de Patrimônio Imaterial (DPI/IPHAN. Desirée Tozi (desiree.tozi@iphan.gov.br) ou Paulo Peters (paulo.peters@iphan.gov.br).

Inscrições até 23 de maio.

Mais informações : Departamento de Articulação e Fomento (DAF/IPHAN

daf@iphan.gov.br

IPHAN lança edital para apoio financeiro à preservação do Patrimônio Cultural Brasileiro

O Departamento de Articulação e Fomento do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (DAF-IPHAN) torna público o edital que selecionará propostas para realização, no Brasil, de congressos, simpósios, workshops, seminários, ciclos de conferências e outros eventos similares, de abrangência nacional ou internacional, relacionados com a preservação do Patrimônio Cultural Brasileiro.

Poderão apresentar projetos, entre os dias 08 e 23 de maio de 2013, instituições privadas sem fins lucrativos, que tenham missão e/ou objeto social pertinente e compatível com a exigência deste edital.

A participação ocorrerá por meio da habilitação das propostas, que deverão ser inseridas no Portal de Convênios-SICONV. Os recursos financeiros totais destinados são da ordem de R$ 300 mil e serão aceitos somente projetos que solicitem apoio financeiro no valor mínimo de R$ 50 mil e máximo de R$ 150 mil, excluído o valor da contrapartida.

Confira a íntegra do edital e saiba como candidatar sua proposta: Eventos Técnicos Iphan

fonte: ASCOM

Convocatória PRODOC – Arquitetura e Urbanismo ou Engenharia Civil

UNESCOA Superintendência do Iphan no Paraná abriu convocatória para seleção de 1 (um) profissional da área de Arquitetura e Urbanismo, ou Engenharia Civil, com experiência mínima de 1 (um) ano em elaboração de projetos, orçamentos, supervisão e acompanhamento de obras de restauro.

Caberá ao profissional contratado desenvolver atividades relacionadas ao PAC das Cidades Históricas no município de Antonina, portanto, a candidatura exige disponibilidade para viajar.

Os interessados devem encaminhar currículo até o dia 10 de maio de 2013 para selecao.prodoc@gmail.com, indicando o nº do edital (Edital n° 05/2013 projeto 914BRZ4011)  e perfil da vaga (Perfil: IPHAN/SE – PR).

Para maiores informações, leia o edital:  914brz4011 – edital 05.2013

Você também pode ter acesso a outras convocatórias através do site da UNESCO.

Convocatória PRODOC – Patrimônio Imaterial

UNESCOIphan-PR abre processo seletivo para contratar 1 (um) consultor que atue nas áreas das Ciências Sociais, Antropologia, História, Geografia, Museologia ou Educação.

Os interessados devem encaminhar currículo até o dia 12 de maio de 2013 para selecao.prodoc.dpi@gmail.com, indicando o nº do edital (Edital n° 06/2013)  e perfil da vaga (Perfil: 001/2013 – IMATERIAL/PR).

Leia o  edital 06.2013

Você também pode ter acesso a outras convocatórias através do site da UNESCO.

Mesa Redonda: História, Memória e Imagem

MESA.REDONDA_Exposição.flyer

O evento integra a exposição “Anos 50 – Identidades”, aberta ao público na Casa  Romário Martins, no Largo da Ordem.

Por meio de fotografias, vídeos e objetos, esta exposição apresenta um período de intenso crescimento da cidade de Curitiba, levado a cabo por um projeto político “modernizante”. Os primeiros arranha-céus, o Palácio Iguaçu e o Centro Cívico são exemplos dessa expansão urbana.

O governo da época também tentou propagar a ideia de um Paraná mais europeu, de população loira e branca, que não correspondia à realidade. Dessa forma, buscavam apagar os traços constitutivos de nossas identidades.

Um dos objetivos da exposição é, portanto, mostrar como o processo de miscigenação de vários povos (indígenas, afrodescendentes, japoneses, ucranianos, entre outros) marcava as fisionomias, emoldurando a diversidade cultural dos paranaenses.

Mesa Redonda: História, Memória e Imagem

Dia 13/05 às 19h00 no Memorial de Curitiba.

 

Serviço:

Exposição “Anos 50 – Identidades”

Concepção: Magnus Roberto de Mello Pereira

Curadoria: Ana Lúcia Rocha Barbalho da Cruz

Design: Lai Bottmann Pereira

 

Local: Casa Romário Martins (no Largo da Ordem)

Horários: terça a sexta, 9h às 12h e 13h às 18h.

sábados, domingos e feriados: 9h às 14h

Entrada Gratuita